Abacatal no caminho das Pedras: a luta pela Justiça Ambiental

O vídeo “Abacatal no caminho das Pedras: a luta pela Justiça Ambiental” foi produzido por jovens participantes do Programa de Formação “Juventude Direito à Cidade e Justiça Ambiental”, da FASE na Amazônia. Lançado em junho de 2015, a produção retrata o racismo ambiental sofrido pela comunidade quilombola de Abacatal, em Ananindeua, na região metropolitana da capital paraense Belém.

Cartografia Social: Olhares de Jovens da Maré

Este vídeo mostra um pouco do trabalho de Cartografia Social realizado, ao longo de 2014, pela FASE, em parceria com a Conexão G, no Conjunto de Favelas da Maré, no Rio de Janeiro. Jovens entre 14 e 29 anos construíram um mapa com impressões pessoais e coletivas após participarem de oficinas e realizarem visitas pela região. Dessa forma, compartilharam e adquiriram conhecimentos, fortalecendo suas identidades ao perceberem mais o local onde vivem.

As Sementes de Angelim

“As Sementes de Angelim” conta a experiência de retomada de terras por quilombolas, após 30 anos de monocultura de eucalipto, o chamado “deserto verde”. O território ancestral, retomado há 5 anos, hoje gera alimentos saudáveis. Com imagens e edição de Fabíola Melca e realização da FASE no Espírito Santo, a produção conta com o apoio da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR).

Do campo à cidade: mulheres em luta por direitos

O vídeo foi produzido com mulheres de Pernambuco. Trata-se da segundo vídeo de um DVD duplo desenvolvido pelo SAAP – Setor de Análise e Assessoria a Projetos, da FASE. O objetivo é sintetizar uma das linhas de apoio deste programa, o Fundo de Apoio Estratégico (FAE), e mostrar uma pequena parte da luta das mulheres brasileiras pela conquista de direitos.

Guapiaçu: um Rio (de Janeiro) Ameaçado

“Guapiaçu: um Rio (de Janeiro) Ameaçado” é um filme de Bruno Ferrari, Guilherme Weimann e Vinicius Denadai. A realização é do MAB, com cooperação da Fundação Heinrich Böll e apoio da FASE e da AGB – Rio. O documentário tem duranção de 23 minutos, contando com trilha sonora original de Moura e Jairo Crespo de Alancântara.

Vozes do Tapajós

O vídeo é uma realização do programa da FASE na Amazônia e do Fórum da Amazônia Oriental (Faor), em parceria com a Associação dos Moradores dos Bairros Uruará (AMBU) e com o Coletivo da Juventude de Belterra. A produção critica a construção de 104 hidrelétricas, entre grandes, médias e pequenas, previstas para o rio Tapajós. Traz entrevistas com jovens que destacam os prejuízos que os empreendimentos podem trazer à natureza e às formas de viver da região. O filme foi concluído no primeiro semestre de 2014. Em novembro do mesmo ano, venceu o Festival de Videos FIT, da cidade paraense de Santarém, na categoria “não profissional”.

Vídeo: crianças e adolescentes cantam pelo fim da violência contra as mulheres

Vídeo realizado pela FASE Amazônia no marco da campanha “Quem Ama Abraça Fazendo Escola”, coordenada pela Rede de Desenvolvimento Humano (Redeh)

Saap promove intercâmbio entre mulheres em PE

Grupos produtivos de mulheres da Bahia, Mato Grosso e Pernambuco mostraram suas experiências com produção de artesanato e de agricultura familiar no Encontro de Mulheres do Campo e da Cidade, um intercâmbio promovido pelo Fundo SAAP/FASE. Cerca de 100 pessoas participaram do evento, no município de Carpina, a 50 quilômetros da capital pernambucana Recife.

Agroecologia e o fornecimento de alimentos

A série Empreendedorismo e Sustentabilidade do Programa Entrevista do Canal Futura recebeu Maria Emilia Pacheco, presidente do Conselho Nacional de Segurança Alimentar. Ela falou, entre outras coisas, sobre agricultura familiar, agricultura orgânica e agroecológia expondo suas direnças, confira.

Limpando a Área

O vídeo “Limpando a Área” apresenta a situação das famílias removidas do Loteamento São Francisco para construção da Arena Pernambuco, no contexto da Copa do Mundo. A produção faz parte da pesquisa “Uma Arena para Pernambuco: impactos e avaliações de promotores, vizinhos, beneficiados, atingidos”, realizada pelo Grupo de Pesquisa sobre Família, Gênero e Sexualidade (FAGES/UFPE). Evanildo Barbosa da Silva, diretor da FASE, é um dos entrevistados no filme.

De onde vêm os alimentos?

O  programa Conexão Futura, do Canal Futura, com tema “De onde vêm os alimentos” teve participação da Vânia Carvalho, da FASE Amazônia e do Fundo Dema, debateu a agricultura familiar e a agroecologia no Brasil.

Do campo à cidade: mulheres em luta por direitos

O vídeo foi produzido com mulheres do Mato Grosso. Trata-se da primeiro vídeo de um DVD duplo desenvolvido pelo SAAP – Setor de Análise e Assessoria a Projetos, da FASE. O objetivo é sintetizar uma das linhas de apoio deste programa, o Fundo de Apoio Estratégico (FAE), e mostrar uma pequena parte da luta das mulheres brasileiras pela conquista de direitos.

Vídeo: jovens agricultores, cidadania e renda

Este vídeo produzido pela FASE Bahia retrata um evento de avaliação com jovens e mulheres agricultoras, realizado em dezembro de 2011

Agroextrativismo, Natureza e Renda no Campo

Conheça a experiência do Manejo dos Frutos do Cerrado, iniciativa do Grupo de Mulheres Rurais no sudoeste de Mato Grosso. O acesso a políticas públicas de comercialização – como o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) – fortaleceu a agricultura familiar livre de agrotóxicos e garantiu a geração de renda, a soberania e a segurança alimentar.

Alimentos da Vida

Produzido pela FASE-MT em 2006, o vídeo mostra a experiência da Associação Regional de Produtores e Produtoras Agroecológicos (ARPA) no acesso ao mercado institucional pelo Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). Em Mirassol D’Oeste, a articulação de produtores agroecológicos possibilitou o aumento na qualidade da merenda escolar na Escola Municipal Inedi Queiroz.

“Para falar de justiça ambiental, é importante falar de injustiça ambiental”

“Para falar de justiça ambiental, é importante falar de injustiça ambiental. Tem a ver com o fato de que certas populações são afetadas pelo que o desenvolvimento econômico produz”, esclarece Marcelo Firpo, coordenador da pesquisa do Mapa, ao programa Globo Ecologia. No Brasil, a criação da Rede Brasileira de Justiça Ambiental (RBJA), em 2001, difundiu e consolidou a discussão sobre o conceito, caro à FASE, e influenciando movimentos sociais e organizações.

FASE no Globo Ação: Ribeirinhos de Gurupá dão exemplo de desenvolvimento local

Criado em 1997 com o objetivo de apoiar a economia familiar baseada no uso sustentável da água, o projeto Manejo Comunitário do Camarão de Água Doce, instituído pelo núcleo da FASE-Amazônia no Pará, tornou-se um exemplo da importante união entre metodologias participativas e ações concretas para o desenvolvimento local. No município paraense de Gurupá, técnicas sustentáveis para o manejo do camarão – desenvolvidas em coletivo – deram novo valor ao produto local e estabeleceram a pesca familiar de camarão como uma atividade permanente, geradora de renda suficiente para 16 comunidades. O projeto chegou a receber o Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social.

Vídeo: economia verde em debate

Fátima Mello e Listz Vieira participam de programa no Canal Futura

Municípios Periurbanos: uma agenda em construção

Cerca de 90 por cento dos 5.565 municípios brasileiros concentram isoladamente menos de 50 mil habitantes. Eles abrangem a maior porção do território nacional – e neles vivem cerca de 30% da população. Mesmo assim, o envolvimento na formulação e implementação de políticas nessas regiões é muito baixo. Para transformar essa realidade, movimentos sociais e diferentes organizações e instituições iniciaram uma série de estudos, pesquisas e encontros, que resultaram na formulação da Plataforma dos Municípios Periurbanos para a Política Nacional de Desenvolvimento Urbano e Regional. Assista ao vídeo e entenda melhor a “agenda em construção”. Ele foi produzido como encerramento/síntese do projeto “Desenvolvimento integrado na política pública nacional: um direito dos municípios periurbanos da Amazônia Oriental e do Nordeste”, desenvolvido pela Fase e apoiado pela União Européia e Oxfam GB.

Novo vídeo: jovens, cidades e meioambiente

Será mesmo que as crises socioambientais são democráticas?